quarta-feira, 14 de março de 2012

what logan said

Em algum momento das nossas vidas a gente comete a idiotice de ouvir o Mr. Echolls. E por mais que a gente dispense as vidas arruinadas e os derramamentos de sangue, a gente deseja, lá no fundo, que atravesse anos e continentes. A gente deseja que seja épico.

E então começa a tocar aquela música dos sinos, e o cara de quem você nunca esperaria ouvir uma declaração de amor diz a coisa mais genial de todos os tempos, do jeito dele, dramático feito ele, romântico ao estilo dele. E os sinos continuam a tocar, felizes e triunfantes. E você acha que eles vão se beijar, porque depois daquele discurso não tem como ela ir embora – quer dizer, quem não quer isso?

E é ali, naquele momento em que você espera eles se beijarem, que você concorda com o que ele disse. Você quer que eles se beijem porque você sabe que seria épico se fosse assim. Você espera. Você espera. Você espera.

Porque ninguém escreve canções sobre os que vêm fácil. E conforme os dias passam você percebe que é exatamente assim.

Nenhum comentário: