quinta-feira, 22 de março de 2012

e não importa

Se você tentou, se correu atrás,
Se fez o calendário mudar, se pagou demais.

Se você chorou, se você lutou,
Se você morreu, se você voltou.

Se houveram feridas que cicatrizaram,
Se houveram feridas que nunca curaram.

Se você se afogou, se você ficou,
Se você fez tudo isso, se você amou.

Porque a única coisa que importa, no fim,
É exatamente aquilo que talvez você não possa dar.
E você vai olhar pra todo o resto e talvez pensar,
Que a vida não é mesmo justa, enquanto você continua lá.

Nenhum comentário: