terça-feira, 18 de outubro de 2011

um minuto de silêncio para Rachel Berry

Aí está você, garota. Tem pouco mais de um ano desde a última vez que nos encontramos, você estava sentada nas arquibancadas chorando sozinha, secando rápido os olhos com as costas das mãos porque estrelas não choram em público. Você sabia que tinha talento, e por causa disso eu acreditei em você. Você disse que queria fazer as coisas certas, pra variar, e eu acreditei em você. Acreditei tanto que te desejei solos - e quem sabe assim você não conseguiria se provar?
 
Rachel. Eu sei que você é boa. Não fui a primeira a dizer isso, e também não serei a última, mas sei que você é muito boa. E eu não te culpo pelo seu último papel, de verdade - aliás, parabéns por ele. Mas eu culpo a Deus. Foi ele quem decidiu que de todos os momentos possíveis para terem uma luta justa contigo, o momento seria exatamente aquele no qual você merecia. E isso só faz parecer que estavam tentando te roubar algo, que a vitória do outro é menor, que a vitória do outro sequer deveria ter acontecido!
 
Foi Deus, Rachel, quem deixou passar tantas oportunidades de criar talentos iguais aos seu. É tudo culpa dele. Então, com isso em mente, eu espero que você não se ofenda quando seu nome for citado pra exemplificar suas atitudes. Você é a filha a quem ele concedeu tudo, você é a filha com mais tempo em cena, cuja voz soa mais vezes, e sei que nem sempre é porque você quer, mas sim porque é assim que ele deseja. Só que por ser a tão adorada filha, é seu nome que aparecerá tantas e tantas vezes, então não leve a mal quando isso começar.
 
Não é que você não mereça. Mas só porque ele te fez assim, dona de tantos talentos, não significa que você mereça mais. É injusto com os outros que tentam,  é injusto com os outros que se esforçam e que não foram presenteado com os seus dons. Eles também estão ali, eles também se sacrificam, eles também ficam frustrados, e magoados, e- Mas eles são esquecidos. Porque a melhor história é a sua, porque o melhor alcance vocal é o seu, porque você veio diretamente da Broadway, porque porque porque. E são muitos porquês, mas nenhum que justifique, de verdade, o fato de todos os outros parecerem menores que você - quando não são.
 
Rachel. Eu só vou acreditar que você mudou quando você tiver mudado de verdade. Não é a primeira vez que você tem uma bela epifania e parece finalmente ter entendido tudo o que vem fazendo de errado. Eu só vou acreditar em você quando eu deixar de ver a garotinha mimada, arrogante, manipuladora e egoísta na minha frente. E até lá, eu fico aqui. Acreditando que baby, you're a firework, mas que isso não a faz mais merecedora de nada. Sinto muito, mas não faz. O fato de você ser um destaque não deveria fazer com que os outros fossem tratados de qualquer maneira. Isso não é justo, Rachel. Definitivamente não é.
 
Um minuto de silêncio, por favor. Eu gostaria de ouvir as vozes dos outros.

Nenhum comentário: