sábado, 15 de janeiro de 2011

to my favorite

Tem pouco mais de um dia que tu foi embora, e eu ainda não me acostumei a te ter tão longe de novo, alguns quatrocentos e poucos quilômetros entre Porto Alegre e Florianópolis, e daqui a dois dias mais de mil deles de distância entre a minha cidade natal e a sua.

Foram dezenove dias dividindo o quarto contigo, às vezes a cama, às vezes a mochila,  sempre o mesmo espaço físico, sempre o mesmo espaço geográfico. A gente dividiu copos e talheres - mesmo tu sendo tão contra isso -, e dividiu preocupações e conjecturas, e vontades e desejos, e planos e sonhos, e frustrações e abraços. Foram dezenove dias saindo, pegando ônibus, pegando sol, pegando chuva, pegando fila pra ver o ano novo da praia, e doenças imaginárias só porque não valemos nada e gostamos de fazer piadas com coisas sérias.

Passei dezenove dias contigo, e na maior parte desse tempo eu estive absolutamente feliz, mas tu me viu de mau-humor, e me viu cansada, e me viu doente, e me viu arrasada, e me viu confusa, e me viu competitiva, e me viu atrasada, e então tu pegou isso tudo e juntou e aceitou e eu não sei, continuou fácil, tu me amou com isso tudo, durante dezenove dias onde o maior tempo que ficamos separadas foi o tempo em que tu estava dentro de um ônibus pra me ver de novo em outra cidade, uma que não era nem a minha nem a sua.

Eu sinto tantas saudades de ti. Eu meio que fico esperando ouvir teus comentários hiper pedreiros, fico esperando tu falar qualquer coisa, ou fazer as tuas caretas, ou caretas de awesome, e todo o resto. E agora eu tô aqui sentada na sala de casa, com o computador no colo e com os headphones diretamente ligados a você e à sua respiração, que está a quatrocentos e poucos quilômetros de distância de mim. Eu sinto saudades. Do teu sotaque que não é sotaque, dos teus vícios de linguagem, das tuas gírias, do teu jeito, de você. E tem pouco mais de um dia, só. Mas dezenove dias meio que foram o suficiente pra eu saber que tu poderia sim ficar na minha vida until the very end.

Amo você. Em Porto Alegre, em Florianópolis, no Rio de Janeiro.

No meio do caminho a gente se vê de novo ♥

2 comentários:

Tangerina disse...

tu escreve cada coisa linda aqui que, nossa. ♥

.laurel. disse...