domingo, 28 de novembro de 2010

random notes

# ouço She Will Be Loved como note to myself.

# sempre que eu não sei como tô me sentindo, procuro fotos dos meus tênis pra usar como imagem de exibição. de alguma forma, ver aquele all star surrado e pintado de canetinhas me dá um ânimo e um tipo bizarro de esperança que não fazem sentido de ser, mas acho que faço isso talvez pra lembrar a mim mesma que eu sempre posso ter todas as estrelas sob meus pés.

# em dias como esse, eu penso que o Caio me entenderia, e fico esperando os Maurícios, os Paulos, e todas as pessoas a quem ele deu vida pra me fazer companhia. às vezes elas fazem companhia.  às vezes duas retas paralelas se encontram no infinito.

# quando eu me sinto meio perdida, ou desnorteada, ou distante das coisas e das pessoas, eu abro minha pasta de músicas e fico descendo e subindo o scroll como estou fazendo agora, procurando as músicas que mais se parecem comigo no momento, e as músicas que eu gostaria de ser. acabei de tocar The Only Exception, mas não pensei em ninguém.

# She Will Be Loved [play][repeat]

Nenhum comentário: