quinta-feira, 28 de outubro de 2010

graduação

Eu quero contar que essas cicatrizes não me dóem mais. Quero contar que tudo isso parece fazer parte de uma outra vida, e que já não incomoda nem lateja nem nada. Quero dizer que o planeta voltou a girar no eixo certo, e que as coisas estão boas, e que a vida está boa, e que eu estou bem como não estava há meses. O nono andar da UERJ já não assusta mais.

Um comentário:

Filipa disse...

Continuo a surpreender-me com a forma como tu vives e escreves as mesmas coisas que eu vivo e sinto, exactamente no mesmo espaço de tempo, exactamente da mesma forma.