quarta-feira, 24 de junho de 2009

oroboro

É só que eu não consigo parar de pensar que são todas essas coisas acontecendo de novo, como num filme em que a gente aperta o backward no controle remoto, ao mesmo tempo em que a TV ao lado simplesmente continua com a transmissão. E então a vida vai acontecendo de novo e mais uma vez, e ainda uma outra vez, e assim sucessivamente. Backward Play Forward Backward Play Forward. Simultaneamente. Como se nunca acabasse, como se sempre voltassse, como se sempre seguisse, como se sempre ficassse - estática. É só que eu não consigo parar de pensar - que são todas essas coisas acontecendo de novo.

Nenhum comentário: